Mães solteiras finalmente receberão o benefício de R$ 1,2 MIL por mês? Saiba tudo!

Com o objetivo de auxiliar as famílias brasileiras que se encontram em situação de pobreza e extrema pobreza, o governo federal brasileiro oferece diversos programas sociais voltados para a para a transferência de renda e também de assistência social.

Os programas são voltados para os mais diversos grupos que fazem parte da população de baixa renda, que em grande parte das vezes precisam estar inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) para que possam ter acesso aos benefícios.

Um dos programas anunciados recentemente é voltado para as mães solteiras. A seguir, fique por dentro de quem pode ter acesso aos valores!

Mães solteiras poderão receber novo benefício. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Auxílio Mãe Solteira foi liberado?

Em 2020, durante a pandemia da Covid-19, o governo federal, que na época era comandado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, concedia o pagamento de um Auxílio Emergencial para auxiliar os brasileiros durante um momento difícil, uma vez que muitas pessoas ficaram impedidas de sair de casa para trabalhar.

Dessa forma, a população de baixa renda tinha acesso ao pagamento de R$ 600, enquanto as mães solteiras recebiam R$ 1,2 mil. A partir do momento em que a situação pandêmica começou a se normalizar, o benefício foi finalizado.

No entanto, o ex-deputado Assis Carvalho (PT) criou um Projeto de Lei que tem como objetivo oferecer para as mães solo o Auxílio Mãe Solteira. No momento, o texto se encontra em trâmite no Congresso Nacional e para que seja liberado para a população precisa passar pela aprovação e sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O benefício é voltado para as mulheres que tenham filhos menores de 18 anos de idade, que sejam maiores de idade e se enquadrem em situação de pobreza e extrema pobreza. Além disso, é necessário ainda criar os filhos sem a ajuda de um cônjuge ou parceiro.

Caso o benefício seja aprovado, irá conceder para este grupo parcelas mensais de R$ 1,2 mil.

Confira também: MEI pode receber mensalmente o auxílio-doença? Conheça os DIREITOS garantidos por lei para esta classe!]

Calendário do Bolsa Família de maio

Outro benefício social oferecido para as famílias de baixa renda é o Bolsa Família, que concede parcelas mensais no valor mínimo de R$ 600, além de pagar alguns valores adicionais.

O programa de transferência de renda permite que as famílias que tenham crianças de até seis anos de idade possam receber o valor cumulativo de R$ 150. Já as gestantes e crianças e adolescentes que tenham entre 7 e 18 anos poderão receber um adicional de R$ 50 a partir de junho.

O Bolsa Família é pago nos últimos dez dias do mês e as parcelas referentes ao mês de maio já estão sendo liberadas. O último dígito do Número de Inscrição Social (NIS) dos beneficiários é utilizado como a base para que o calendário do programa seja organizado.

Veja o calendário de maio a seguir:

  • 1 18 de maio;
  • 2: 19 de maio;
  • 3: 22 de maio;
  • 4: 23 de maio;
  • 5: 24 de maio;
  • 6: 25 de maio;
  • 7: 26 de maio;
  • 8: 29 de maio;
  • 9: 30 de maio;
  • 0: 31 de maio.

Saiba mais: CONFIRMADO! Estes beneficiários do Bolsa Família já podem contar com um BÔNUS de R$ 300; veja quem pode sacar

Fonte: pronatec.pro.br/